Pastoral

Nossa pastoral prepara os alunos para um mundo melhor  e ensina, como Dom Bosco, razão, religião e amorevolezza. No Colégio Santa Teresa, a educação acontece de todas as formas, com uma formação que pensa no aluno como ser humano completo e, por isso, precisa estar preparado para ser um bom cristão e um honesto cidadão.

Projeto:

  • AJS (Articulação da Juventude Salesiana)

      ​Pastoral é ação da comunidade eclesial que torna presente: Jesus Cristo e a sua realidade de salvação como desenvolvimento pessoal e humano. Vive duas realidades: Jesus Cristo como referência e a realidade social e cultural do grupo humano envolvido. Não existe trabalho, projeto, presença, serviço salesiano sem a Pastoral Juvenil Salesiana, que enriquece a ação citada acima com o dom do carisma salesiano, herdada por Dom Bosco, nosso Pai, Mestre e fundador, cuja opção são os jovens.

      A Pastoral Juvenil Salesiana é a forma de viver e atuar a missão  salesiana segundo a Espiritualidade Juvenil Salesiana e o Sistema Preventivo de Dom Bosco.

    O Sistema Preventivo é um conjunto de práticas e princípios deixados por Dom Bosco e aplicado nos cinco continentes. Baseia-se em três pilares: razão, religião e amorevolezza.
    Razão: o jovem se educa e se evangeliza partir desta ação preventiva educativa, de acordo com a realidade de cada um. Todos os jovens podem participar através do seu espírito crítico, seu protagonismo e diálogo.
    Religião: o Evangelho é o que fundamenta e dá sentido às práticas salesianas.
       Amorevolezza: na atitude do amor, da acolhida, da bondade, da fraternidade, na casa que acolhe, na afeição e acima de tudo na alegria. Além da presença de Nossa Senhora Auxiliadora, “foi ela quem tudo fez” (Dom Bosco).
     A missão dos salesianos é “formar bons cristãos e honestos cidadãos” (ideais de Dom Bosco) e segue alguns elementos pastorais que a qualificam segundo o Quadro de Referência da Pastoral Juvenil Salesiana (Dicastério da Pastoral Juvenil Salesiana, ano 2005):
 
     Opção determinante: os jovens, sobretudo, os mais pobres.
Uma ação missionária “educar evangelizando e evangelizar educando”.
Experiência comunitária.
Estilo específico – a animação.
Pastoral Orgânica – unidade na diversidade.
Presença significativa na Igreja e no mundo.
 
    Como dissemos anteriormente, não existe trabalho, serviço, projeto ou presença salesianas sem a Pastoral Juvenil Salesiana e sua Espiritualidade porque a missão salesiana não se identifica apenas com as obras ou atividades e nem se reduz a elas. 
   É antes de tudo, a paixão de Dom Bosco pelo bem das almas e dos jovens! A tarefa da PJS é manter este zelo missionário e torná-lo sintomático, orgânico e operativo (ACG 391, p. 21).
As animações que a Pastoral Juvenil Salesiana atua são:
 
     Animação Pastoral: projetos ligados ao desenvolvimento da PJS como um todo em relação ao seu planejamento e suas ações, criando uma pastoral cada vez mais orgânica. Planos de ação ligados ao planejamento, execução, definição de colaboradores e parceiros, promoção e formação de assessores e agentes de pastoral que trabalham nas comunidades, independente do seu ramo de atividade, de como tornar viva a ação pastoral.
     Animação Vocacional: projetos voltados a auxiliarem ao jovem para encontrar dentro de si sua verdadeira vocação salesiana. Esta vocação pode ser ou não religiosa. Além da vocação para Sacerdote ou Irmão Salesiano, existem também as demais vocações ligadas à Família Salesiana, como por exemplo, a Associação dos Cooperadores Salesianos, Ex-alunos… Trata-se de apresentar aos jovens as vocações que compõem o trabalho salesiano.
     Animação Missionária: projetos ligados ao trabalho missionário e social com o estilo salesiano. O trabalho da animação missionária desloca seus assistidos para outras realidades, para outras formas de se viver. Ser missionário ou ser missionária é, sem ferir a cultura e as crenças, colocar-se na condição de servir espiritualmente e assistencialmente as pessoas mais necessitadas e mais pobres.
    Articulação da Juventude Salesiana: são projetos ligados aos grupos de jovens e associações por eles formadas que chamamos de associacionismo e ao protagonismo juvenil que nada mais é do que a iniciativa do jovem, a organização do jovem, a administração do grupo realizada pelo próprio jovem, jovem evangelizando jovem. São projetos inspetoriais, promovidos apenas pelos salesianos, ou interinspetoriais em parceria com as Salesianas. É um grande movimento mundial de grupos e associações denominado Movimento Juvenil Salesiano, que no Brasil é conhecido como Articulação da Juventude Salesiana, AJS.
 
     A Articulação da Juventude Salesiana (AJS) é uma rede de apoio mútuo e articulação entre os variados grupos de jovens, que se identificam com a espiritualidade juvenil salesiana e querem vivê-la. É um trabalho conjunto dos Salesianos de Dom Bosco (SDB), Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), de toda a Família Salesiana e da Juventude.
A Organização da AJS
     A estrutura de organização da AJS pode variar de ambiente para ambiente, de situação para situação. Não possui uma estrutura organizativa pré-determinada e obrigatória seja para os grupos, seja para a articulação entre eles. Na organização da AJS é fundamental respeitar as diferenças e peculiaridades de cada realidade. Portanto, a estrutura organizativa será aquela necessária para garantir a articulação e a animação dos diversos grupos em uma obra, presença ou cidade e a sua relação com outros grupos de outras obras, cidades, inspetorias ou estados.
 
O que se quer com a AJS?
Dentre os muitos fatores positivos da experiência associativa, já apresentados, esperamos proporcionar: Aos grupos e jovens que integram a AJS:
Experiência dos valores da espiritualidade Salesiana, conhecimento de Dom Bosco e de Maria Mazzarello, vivência das crenças e valores salesianos;
Um processo de crescimento humano e de formação da fé cristã com caráter educativo e missionário;
Experiência dos valores da espiritualidade Salesiana, conhecimento de Dom Bosco e de Madre Mazzarello;
 
Um processo de crescimento humano e de formação da fé cristã com caráter educativo e missionário;
Um itinerário de formação desenvolvido dentro do grupo;
Vivência das relações interpessoais e intergrupais, valorizando a diversidade e a identidade de cada um;
Desenvolvimento de um processo organizativo pautado na participação e envolvimento dos jovens, leigos adultos e toda a Família Salesiana;
Desenvolvimento de suas potencialidades pessoas, suas convicções e valores;
Oportunidade de inserção do jovem como membro ativo e atuante em seu ambiente, engajando-se em ações sociais, religiosas, de cidadania;
Dedicando parte de seu tempo á vivência de um ideal em favor do bem comum.

​    Características da AJS

     É uma proposta de articulação de grupos autônomos, que têm organização, metodologia e objetivos próprios. Está em sintonia com as orientações da Pastoral da Juventude da Igreja do Brasil (PJB) e insere-se nas iniciativas da Pastoral da Juventude Local. Tem como inspiração sustentadora os valores e crenças da espiritualidade juvenil Salesiana. Possui uma estrutura de organização que busca combinar a animação orgânica (em nível nacional, regional, local) com a autonomia de cada grupo. Os níveis da estrutura organizativa podem variar segundo necessidades e peculiaridades locais e/ou regionais.

 

  • SEMENTINHA e  SEMENTES

    O QUE?

PROJETO REALIZADO COM OS ALUNOS DAS SÉRIES INICIAIS DO E. FUNDAMENTAL EM QUE, NUMA MANHÃ DE SÁBADO, OS ALUNOS TEM A POSSIBILIDADE DE REFLETIR OS VALORES CRISTÃOS FUNDAMENTADOS NA PARÁBOLA DO SEMEADOR ATRAVÉS DE DINÂMICAS E BRINCADEIRAS, PROPORCIONANDO ASSIM MOMENTOS DE PARTILHA, AMIZADE E TRABALHO EM EQUIPE.

QUANDO?

A COMBINAR

ONDE?

PÁTIO DO COLÉGIO

PRA QUEM: ALUNOS DO 1º AO 5º ANO DO E.FI

RESPONSÁVEL: PASTORAL

   

  • CRESCER E CRER

    PROJETO EM MODALIDADE DE OFICINAS DE CONVIVÊNCIA E REFLEXÃO ONDE OS ALUNOS PODEM FAZER TROCAS DE EXPERIÊNCIA E REFLETIR SOBRE TEMAS COMO: AMIZADE, RESPEITO E SOLIDARIEDADE. SÃO APRESENTADOS COMO MODELO DE SANTIDADE SALESIANA DOMINGOS SÁVIO, LAURA VICUÑA E OUTROS.

    QUANDO?

A COMBINAR

ONDE?

PÁTIO DO COLÉGIO

PRA QUEM?

ALUNOS DO 6º E 7º ANOS DO E.F. II

RESPONSÁVEL: PASTORAL

 

  • DA MIHI ANIMAS

O QUE? RETIRO DE ESPIRITUALIDADE

QUANDO? A COMBINAR

ONDE? A COMBINAR

PRA QUEM? ALUNOS DO ENSINO MÉDIO

RESPONSÁVEL: PASTORAL

 

  • ACAMP´S VINDE E VEDE

    O QUE: PROJETO COM A MODALIDADE DE ACAMPAMENTO COM A DURAÇÃO DE DOIS DIAS, NO QUAL OS ALUNOS VIVEM ATIVIDADES EM EQUIPE. NESTE ENCONTRO OS ALUNOS TÊM A EXPERIÊNCIA DA PARTILHA, DO TRABALHO EM EQUIPE, VIVENCIANDO ASSIM OS VALORES EVANGÉLICOS, ORAÇÕES E MISSA.

    QUANDO?

A COMBINAR

ONDE?

A COMBINAR

PRA QUEM?

8º E 9º ANOS E.F.II

RESPONSÁVEL: PASTORAL

 

  • JORNADA SALESIANA

O QUÊ?

EXPERIÊNCIA CRISTÃ, DE FÉ E ORAÇÃO, NO ESTILO SALESIANO.

PARA QUÊ?

PARA APROFUNDAR A VIVÊNCIA CRISTÃ, EVANGELIZAR E PROMOVER O VOLUNTARIADO.

QUANDO?

DURANTE OS SEMESTRES

ONDE?

A COMBINAR

PARA QUEM?

ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DO COLÉGIO SANTA TERESA

RESPONSÁVEL: PASTORAL

 

  • Missas mensais

 

 

 

 

 

 

© Colégio Santa Teresa - Todos os direitos reservados.

NDA2 Conteúdo e Convergência